13
jan
08

A Resposta de Neemias

muro.png

logo.PNGEstou executando uma grande obra, de modo que não posso parar…” Ne 6:3a

]As histórias relatadas no livro de Neemias, me chamam muito a atenção principalmente pela consciência que Neemias demonstrar ter a respeito de seu ministério e principalmente da história em que está inserido. Estudando este livro, encontramos não só um jovem comprometido com a reconstrução dos muros da cidade de Jerusalém, mas também diversas semelhanças entre as situações vividas por ele e as que vivemos hoje em dia.

Este livro foi escrito por volta de 430 a.C., mas para entendermos um pouco melhor a este livro, quero voltar um pouco na história. Desde a criação do homem, vemos o relacionamento de Deus com sua criação, em momentos de altos e baixos. Temos momentos de fidelidade do homem para com Deus, e em seguida uma queda, que provoca o afastamento entre Deus e o homem e logo depois o arrependimento do homem e o perdão de Deus, formando um ciclo em toda a história. Isso fica muito claro, no relato da caminhada dos israelitas em busca da terra prometida. Neste trecho vemos claramente um relacionamento harmonioso entre Deus e o seu povo, seguido da falta de confiança dos israelitas nas promessas, que provoca o castigo de Deus, gerando o arrependimento do povo, para então o perdão do Senhor. Isto ocorre por diversas.

Deve ficar bem claro que o Senhor fez uma aliança com o seu povo desde Abraão que não deveria ser desrespeitada, mas uma vez que a aliança era quebrada por uma das partes, ela estava quebrada dos dois lados.

Neste contexto, encontramos o livro de Neemias, que foi escrito em um período que a cidade de Jerusalém foi entregue na mão dos seus inimigos e completamente destruída. Neste período, Neemias não se encontrava na cidade, pois estava exilado no Egito servindo um grande rei.

Em seu cargo, ele possuía muita responsabilidade, pois era responsável por escolher e provar o vinho do rei, demonstrando claramente que possuía a confiança do rei. Ao encontrar com um de seus irmãos e outros habitantes de Judá, Neemias foi surpreendido com a notícia de que Jerusalém estava completamente destruída (Ne 1:3). A situação em que a cidade se encontrava o comoveu de tal forma que ele resolveu ir até a cidade e reconstruir seus muros.

A partir deste ponto Neemias começou a experimentar grande oposição (Ne 2:10), ele nem mesmo tinha chegado em Jerusalém, mas já havia despertado inveja de algumas pessoas. Ao chegar à cidade, e convocar o povo para reconstruir os muros, seus inimigos, Sambalate, Tobias e Gésem, começaram a zombar de todos com a intenção de fazê-los desistir (Ne 2:19). As obras iniciaram e com o passar do tempo, diversas tentativas de intimidação a construção foram realizadas. Subestimaram a capacidade dos trabalhadores (Ne 4:2), ameaçaram iniciar ataques e guerras ( Ne 4:11), subornaram profetas para profetizar mentiras a respeito de Neemias e da obra (Ne 6:7-13), infiltraram pessoas entre os trabalhadores para repassar informações sobre o que ocorria entre eles (Ne 6:17-19), foram várias tentativas, mas o povo de Jerusalém sempre confiou na força e fidelidade do Senhor e recorria a Ele através de orações.

Uma das tentativas de intimidação, me chama bastante atenção, pois após verem que as obras prosseguiam, seus inimigos começaram a deixar de lado as ofensas, ameaças e intrigas e começaram a investir em estratégias mais sutis. No capítulo 6, lemos que Sambalate e Gésem convidaram Neemias, que era o líder das obras, para um encontro em uma “campo” neutro (Ne 6:2). O encontro em lugar neutro, poderia significar uma tentativa de acordo entre as partes, mas mesmo assim Neemias estava concentrado e dedicado a sua grande obra e enviou a seguinte resposta: “Estou executando uma grande obra, de modo que não posso parar…” Ne 6:3ª. Esta resposta me encoraja muito, pois ele tinha consciência de que nada era mais importante que sua missão, seu ministério, do que o Senhor tinha separado para ele (“por que cessaria esta obra, enquanto eu a deixasse, e fosse ter convosco?” Ne 6:3b).

Neemias logo percebeu que o convite era uma tentativa de desviar atenção dele da obra que executava (Ne 6:2b “Porém intentavam fazer-me mal”). Foram várias os convites enviados a ele com a intenção de distraí-lo, mas todas as vezes ele manteve-se firme (Ne 6:4).

Vemos que os muros foram restaurados em tempo recorde: 52 dias (Ne 6:15), apesar de todas as investidas contra eles. Em determinado momento, os trabalhadores tiveram que executar suas atividades com apenas uma das mãos para carregar armas na outra (Ne 4:17), para se defenderem de prováveis ataques.

Não sei se vocês reparam, mas como a cidade estava completamente desprotegida, pela situação que os muros se encontravam, eles podiam ser facilmente atacados e destruídos, pois se encontravam em desvantagem, mas em nenhum momento, apesar das ameaças, encontramos relato de batalhas, o que provavelmente indica que elas nunca ocorreram. Só mesmo com a proteção do Senhor para isso não ocorrer.

Como falei anteriormente, muitas vezes passamos por situações semelhantes a que Neemias passou. Mesmo antes de iniciarmos um determinado projeto, atividade, ou que for, vemos pessoas tentando nos impedir e situações se levantando para nos desanimar. Muitas vezes somos bombardeados com zombaria, assim como Neemias, ou as pessoas ao nosso redor começam a trazer e levar fofocas das situações que estamos vivendo, mas acredito que a intimidação mais comum que sofremos, são as estratégias sutis como o convite feito a Neemias. As vezes somos levados a situações que aparentemente não são ruins, ou erradas, mas acabam se tornando, por nos desviarem completamente dos nossos propósitos, das nossas obras, dos nossos projetos, do nosso ministério… Mas temos Neemias como um grande exemplo de perseverança e postura perante as intimidações que nos cercam!

Que possamos resistir aos convites deste mundo e respondê-los como Neemias, reconhecendo a importância e superioridade do nosso chamado em Cristo!

Ajuda-nos Senhor!

Abraços


1 Response to “A Resposta de Neemias”


  1. 1 Tatyana
    11 setembro, 2008 às 10:48 am

    Neemias, foi um grande guerreiro, é exemplo de vida e deixou claro que ter Jesus é viver


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


"Lembrem-se dos primeiros dias, depois que vocês foram iluminados..." Hebreus 10:32
janeiro 2008
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Categorias


%d blogueiros gostam disto: