18
jul
08

Intervalo com Deus – Parte III

Ah… Quantas bênçãos pudemos experimentar ali no Intervalo! Incrível como em 10 minutos Deus pode fazer tanta coisa!

Recordo que certa vez um garoto veio pela primeira vez em nossa reunião e ao final, nos procurou e contou como chegou até ali. Ele disse que não era de Belo Horizonte, e estava na cidade estudando e morava em um apartamento ao lado da faculdade. Nesta época ele não estava freqüentando igreja alguma, apesar de ser de uma família evangélica. Ao chegar na cidade, ele disse que orou a Deus dizendo que Ele deveria encontrá-lo em Belo Horizonte. E em uma 5ª feira, ele nos escutou cantando e percebeu que algo diferente estava acontecendo no prédio da faculdade. Na 5º feira seguinte, ele percebeu a mesma coisa. E na outra 5ª feira ele percebeu que Deus o havia “encontrado” e quis muito participar da reunião e foi até a faculdade. Ao chegar na portaria, obviamente, o porteiro não permitiu que ele entrasse, foi quando esperou uma turma de pessoas e entrou misturado a elas sem que o porteiro percebesse (Glória a Deus!!! Hehehe!).

 

Deus realmente o encontrou!! Não há dúvidas!! Ele é um Deus de perto, que se importa conosco! Aleluia!! Desde então, conversamos com o porteiro, que neste período estava desviado (Senhor, trás ele de volta a Ti!!), que permitiu que ele entrasse no prédio sempre no dia da reunião e que saísse logo em seguida. Deus é bom demais!!!

 

O próprio porteiro, é um testemunho do que Deus fez através do Intervalo com Deus. Ele estava desviado, e pôde muitas vezes ouvir a palavra do Senhor. Ao final do último semestre, já estava freqüentando a igreja de vez em quando (Glória a Deus!). Sei que ele ainda não está completamente firme, mas creio que Aquele que começou a boa obra, certamente irá completá-la (Fp 1:6)!!

 

Tinha uma outra funcionária também, que não era cristã, mas sempre que a entregávamos uma bala com um versículo, igual a que distribuíamos na portaria da faculdade para divulgar as reuniões, nos elogiava e dizia que gostava muito de ler as coisas que escrevíamos. Glória a Deus por sua palavra libertadora!! Creio também que uma semente foi plantada no coração desta senhora, afinal a Palavra do Senhor nunca volta vazia (Is 55:11).

 

Aliás, estas balas fizeram muitas histórias…

 

Era notável que as pessoas se sentiam atraídas quando distribuíamos as balas. Foi uma estratégia eficaz na divulgação das reuniões, afinal, quem não gosta de ganhar alguma coisa (mesmo que seja uma bala, né?! Srsrs!). Muitas pessoas já vieram até nós, informando que os versículos que colocamos era uma resposta de Deus para suas vidas. Ganhamos a simpatia de muitas pessoas simplesmente por causa de uma bala! Sempre entregávamos uma bala a todos os funcionárias da faculdade que encontrávamos, pois queríamos que eles também fossem tocados.Certa vez, uma faxineira que estudava em outra escola, após trabalhar lá na faculdade, nos disse que um de seus professores perguntou se ninguém havia uma bala para dar a ele. Ela espontaneamente disse que sim, “inclusive com versículo”, completou ela. Veja onde nossas humildes balas foram parar…

 

Tem também um manobrista do estacionamento que fica ao lado do prédio da faculdade que um dos integrantes do grupo o evangelizou e se tornou amigo da galera. Foi simplesmente emocionante o dia que ele decidiu ir a igreja e na hora do apelo depois de um culto sobre evangelismo de mulçumanos ele foi a frente confessando o Senhor Jesus como único e suficiente Salvador. Ele mora com um mulher que também foi a igreja neste dia e se decidiu por Jesus. Por não serem casados, eles não poderiam ser batizados. Esta situação durou muito tempo, mas continuamos orando e crendo que o Senhor dissiparia toda treva. Outro dia encontrei com ele e me disse que em pouco tempo ele casaria e que em seguida batizaria. Glória a Deus!!!!!!!

 

Ás vezes nos vinha uma dúvida de que apenas os já evangélicos vinham em nossas reuniões, tendo em vista que muitos já sabiam cantar as músicas, que muitos oravam concordando com as nossas orações, que demonstravam um jeito meio de crente. Nem orávamos em relação a isso, era apenas um questionando mesmo, tendo em vista que queríamos levaar os perdidos aos pés de Jesus. Mas sempre que isso acontecia, como uma das integrantes observou, sabíamos de alguém que não era cristão e que freqüentava a reunião. Glória a Deus!

 

Sou eternamente grato a Deus por tudo isso.

 

Obrigado Jesus, por me permitir viver estes fatos e presenciar seu grande poder!!!

 

CONTINUA…


1 Response to “Intervalo com Deus – Parte III”


  1. 1 Rodrigo
    3 dezembro, 2008 às 1:59 pm

    que benção o que vcs fazem gostaria de ser asim ousado


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


"Lembrem-se dos primeiros dias, depois que vocês foram iluminados..." Hebreus 10:32
julho 2008
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Categorias


%d blogueiros gostam disto: